Resultado da busca pela expressão: Excerto da obra autobiográfica: Confissões

Os diversos sentidos da Escritura

Por Santo Agostinho

Assim como uma fonte, em seu pequeno leito, torna-se depois mais abundante, a tua palavra são como torrentes de límpida verdade, de onde cada um tira para si a verdade que pode, para depois desenvolvê-la em longas sinuosidades.

Tempo longo, tempo breve

Por Santo Agostinho

Não digamos: “O tempo passado foi longo” – pois não encontraremos nada que pudesse ter sido longo; uma vez passado não existe mais. Mas digamos: “O tempo presente foi longo” – porque só era longo enquanto presente.

Que é o tempo?

Por Santo Agostinho

Que é o tempo? Se ninguém me pergunta, eu sei; mas, se quiser explicar a quem indaga, já não sei.

Como pode existir passado e futuro? O passado já não existe mais; e, o futuro ainda não chegou.