Postagens da categoria: Filosofia e História

O espírito de serendípite

Por Dr. Rogério Lacaz-Ruiz

Se encontramos o que procuramos, diremos como Arquimedes: Eureka!, mas se encontramos o que não procurávamos, podemos dizer: Serendípite! Os sucrilhos, a borracha vulcanizada e a penicilina são exemplos de serendípites!

Vida é um projeto?

Por Luís Afonso Assumpção

O ser humano não é uma mosca drosófila gigante. Viver para simplesmente sentir o que pode ser sentido, “aproveitar” o que cada época nos proporciona, não deve ser nosso único objetivo. Nosso real objetivo é a eternidade.

Decolando na liberdade; aterrissando na escravidão

Por

Comumente vemos pessoas que “embarcam” nos conceitos do “Estado laico”, ou até mesmo nos avanços tecnológicos (normalmente essenciais e admiráveis), crentes de que eles terão como destino uma maior liberdade - nada mais absurdo!

Ciência é questão de fé?

Por N. Geisler & P. Bocchino

Muitos acreditam que só o que é cientificamente verificável é verdadeiro. Infelizmente, nenhum experimento cientifico pode averiguar essa asserção, pois é uma declaração de natureza filosófica, não cientifica. Neste link compreenda onde a ciência repousa!

Liberté, Egalité, Fraternité, o Carvalho…

Por

O lema “Liberdade, Igualdade, Fraternidade” (Liberté, Egalité, Fraternité), do Iluminismo (Revolução Francesa), está entre as maiores FRAUDES de todos os tempos. Toca a emoção no fundo do coração no limite do transe hipnótico.

República do Brasil: maculada por mentiras!

Por Bruno Garschagen

Não compreendo a celebração da mentira que se convencionou chamar de “proclamação da república”. Porque a república presidencialista no Brasil foi imposta em 15 de novembro de 1889 com um golpe militar.

Técnicas de manipulação psicológica

Por Pascal Bernardin

As téc­ni­cas de ma­ni­pu­la­ção psi­co­ló­gi­ca tor­na­ram-se ob­je­to, já há mui­tas dé­ca­das, de apro­fun­da­dos tra­ba­lhos re­a­li­za­dos por psi­có­lo­gos e psi­có­lo­gos so­ci­ais. Neste link são analisadas as técnicas: “pé na porta”, “porta na cara” e de dissonância cognitiva.

O que é uma suma?

Por Carlos Arthur Ribeiro do Nascimento.

A palavra “suma” pode ser aplicada a tipos diferentes de obras, visando caráter de antologia, compilação, enciclopédia ou resumo. O tipo comumente mais acabado é caracterizado por três aspectos, todos descritos nesta postagem.

Qual é a natureza da liberdade humana?

Por Battista Mondin

Não há liberdade sem razão, como não há liberdade sem vontade. A vontade é apetite racional, isto é, um apetite guiado pela razão. Se não houver orientação da razão, não há liberdade e nem vontade, mas simplesmente instinto.

Catedráticos e homens pré-históricos

Por G. K. Chesterton

Um inventor pode avançar passo a passo na construção de um aeroplano, mesmo que esteja fazendo experiências com paus e peças metálicas no fundo do quintal. Mas, ele não consegue observar a evolução das espécies.

Credo de Dom Quixote

Por Mário Ferreira dos Santos

Creio na necessidade do mal para maior glória do Bem.

Creio na noite para maior glória do Sol, e no Sol para maior glória da Lua, inseparáveis amigos e confidentes dos campeadores do ideal.

O verdadeiro, o bom e o belo

Por Roger Scruton

Aquele que pergunta “por que acreditar no que é verdadeiro” ou “por que desejar o que é bom”, foi incapaz de compreender a natureza do raciocínio. Justificamos crenças e desejos ancorando nossa razão no verdadeiro e no bom.

Faça downloads de livros, imagens, áudios e de outros artefatos.


Clique aqui e conheça a nova seção da Culturateca.