Postagens da categoria: Política e Economia

Aviso de um filósofo

Olavo de Carvalho

Por

Eu, Jeffrey R. Nyquist , sugeri que há algo de errado com nosso pensamento hoje; que não adoramos a Deus do mesmo modo, nem obedecemos às regras do mesmo modo, nem observamos as boas maneiras como no passado.

A fonte da eterna ignorância

Exposicao Nula (galeria com quadros vazios expostos)

Por Olavo de Carvalho

A palavra “cultura” evoca ideia errada, no Brasil, significa “artes e espetáculos”. E artes e espetáculos, se resumem as funções: dar um bocado de dinheiro aos que as produzem, divertir o povão e, servir de propaganda política.

Escravos, mas satisfeitos!

Por Ubiratan Jorge Iorio

Nosso papel é tentar abolir essa escravidão não percebida do indivíduo ao Estado, mostrando a esses coitados aparentemente felizes que na verdade eles não são felizes. Ninguém pode ser feliz se for privado de suas liberdades individuais.

Acima do combate

Por

Dirigido especialmente aos jovens, este artigo pretende transmitir um breve panorama do ambiente social e político brasileiro de meados da década de 1980; pois descobrir de onde viemos é indispensável para entender o presente e preparar-se para o futuro.

China: reflexão ou ficção?

Por

Parece que um mundo Chinês é inevitável. Se Donald J. Trump perder a próxima eleição, acabou de véspera. Não teremos força nem para adiar mais. Vencido o ocidente, Rússia, China e Islam vão disputar os espólios do Ocidente.

A balela do Estado Democrático de Direito no Brasil

Por

O Estado Democrático de Direito brasileiro deveria traduzir o “Império da Lei”. Mas, em realidade não o traduz, pois, o seu Art. 5º, em diversos incisos, vem sendo desrespeitado, impunemente, com a conivência e estímulo de autoridades governamentais.

A nova-velha reductio ad fascistum

Por

Uma tradução inexata do latim para o português da expressão reductio ad fascistum pode ser dada pela sentença: ''Reduzindo [a argumentação] para [taxar alguém de] fascista''. É uma forma de tentar encerrar o debate pelo medo.

Político corrupto: o mal que vem do povo

Por

O povo vota no político que mais dá “presentes” e “benefícios”. Do meio desse povo sairá o político que igualmente, quando chegar ao poder, vai querer continuar recebendo “presentes” e “benefícios”. O político é a cara do respectivo povo.

O abandono da mulher

Por

“Quando um homem diz a uma mulher: és livre, ele está simultaneamente a dizer que estás por tua conta. A libertação da mulher significa o seu abandono por parte do homem”. Originário e traduzido do website The Thinking Housewife.

A doutrina liberal e o direito à vida

Por

Ao dar ao Estado a tarefa de definir quando começa a vida e quando é lícito tirá-la, o defensor desta ideia confere ao poder estatal poderes excepcionais, claramente em desacordo com qualquer premissa de um pensamento liberal genuíno e lógico.

A Internacional Incendiária e a Amazônia

Por

Pasme: o bioma seco, de árvores retorcidas, com cascas grossas, bagos duros e ríspidos faz do fogo um dos elementos cíclicos essenciais! A flora do cerrado vive em simbiose com os incêndios.

Que é o Foro de São Paulo?

Foro de São Paulo, encontro de 2019

Por

Depois da queda do Muro de Berlim em 1989 e da derrubada do comunismo na ex-União Soviética, Fidel Castro (1926 - 2016) decidiu substituir o apoio que recebia do Bloco Oriental pelo de uma transnacional latino-americana.