Postagens da categoria: Política e Economia

A nova-velha reductio ad fascistum

Por

Uma tradução inexata do latim para o português da expressão reductio ad fascistum pode ser dada pela sentença: ''Reduzindo [a argumentação] para [taxar alguém de] fascista''. É uma forma de tentar encerrar o debate pelo medo.

Político corrupto: o mal que vem do povo

Por

O povo vota no político que mais dá “presentes” e “benefícios”. Do meio desse povo sairá o político que igualmente, quando chegar ao poder, vai querer continuar recebendo “presentes” e “benefícios”. O político é a cara do respectivo povo.

O abandono da mulher

Por

“Quando um homem diz a uma mulher: és livre, ele está simultaneamente a dizer que estás por tua conta. A libertação da mulher significa o seu abandono por parte do homem”. Originário e traduzido do website The Thinking Housewife.

A doutrina liberal e o direito à vida

Por

Ao dar ao Estado a tarefa de definir quando começa a vida e quando é lícito tirá-la, o defensor desta ideia confere ao poder estatal poderes excepcionais, claramente em desacordo com qualquer premissa de um pensamento liberal genuíno e lógico.

A Internacional Incendiária e a Amazônia

Por

Pasme: o bioma seco, de árvores retorcidas, com cascas grossas, bagos duros e ríspidos faz do fogo um dos elementos cíclicos essenciais! A flora do cerrado vive em simbiose com os incêndios.

Que é o Foro de São Paulo?

Foro de São Paulo, encontro de 2019

Por

Depois da queda do Muro de Berlim em 1989 e da derrubada do comunismo na ex-União Soviética, Fidel Castro (1926 - 2016) decidiu substituir o apoio que recebia do Bloco Oriental pelo de uma transnacional latino-americana.

Acenando, não se afogando!

Por Roger Scruton

Nossa tarefa agora é menos política que cultural. Para os jovens, a armadilha já foi preparada e, não há nenhuma maneira, temo eu, de destruí-la completamente. Ela é feita pela engenhosidade humana e fisgada com nossos próprios desejos.

Nazismo e comunismo, irmãos gêmeos

Por

Ambos são totalitários, ambos afirmam a prevalência do Estado sobre a sociedade, ambos são anticapitalistas e contra o livre mercado, ambos se opõem ao conservadorismo e ao liberalismo. Firmaram acordos, até que, ocorreram conflitos geopolíticos.

Eu sou um conservador

Por

É muita pretensão a nossa de querer virar o mundo do avesso, ignorando toda a experiência, os ajustes e o processo de tentativas e erros obtidos em milênios. Tal abandono pode ser útil no que tange às ciências exatas.

Ele sim. Mas por quê?

Por

O cidadão perguntava-se, no tom de falsa maturidade: “o que diremos às nossas crianças quando, anos mais tarde, nos perguntarem por que nossa geração elegeu um fascista?”. É uma excelente oportunidade para, responder às “nossas crianças”.

O mal na política

Por

O mal em Hitler não foi reconhecido imediatamente. Levou tempo para as pessoas verem o que ele era. Quando Hitler estava em ascensão, somente uma minoria atenta conseguiu enxergar com antecedência o que ele representava e no que daria.

A revolução dos espertos

Por

Nelson Rodrigues estava certo: num determinado dia um idiota subiu num caixote de cebolas e começou a fazer um discurso. De repente, os imbecis descobriram que estavam em maioria, e o desastre começou, durando até hoje.

Faça downloads de livros, imagens, áudios e de outros artefatos.


Clique aqui e conheça a nova seção da Culturateca.