Culturateca, você e as estatísticas de acesso!


Toda vez que você se encontrar do lado da maioria, é hora de parar e refletir.”, Mark Twain (1835- 1910).

Desde 2 de julho deste ano (2017), a Culturateca está apurando as estatísticas de acesso coletadas pelo Google (Google Analytics).

Depois de dois ataques sofridos em curto período de tempo, o objetivo inicial era se resguardar contra outras possíveis invasões. No entanto, ficamos surpresos ao detectar que, nesses cinco meses, mais de 19.500 exibições de páginas foram registradas, e com tempo médio das visitas compatível ao tamanho médio dos nossos artigos.

Devido ao nosso objetivo pouco popular e, consequentemente, nosso conteúdo complexo para ser lido – sobretudo em navegadores -, temos a enorme obrigação e o prazer ainda maior de agradecê-los, afinal, também notamos um grande número de pessoas que retornam frequentemente ao site simplesmente digitando a URL (www.culturateca.com.br), e não por meio de mecanismos de pesquisas ou links espalhados pela web.

Muito obrigado,

Equipe Culturateca.

Para obter as estatísticas em formato PDF, clique na imagem ou aqui.

Ranking dos trinta artigos mais lidos entre 2 de julho de 2017 e 2 de dezembro do mesmo ano:

  1. O Sistema Nacional de Ensino é um FIASCO, por Ed Garcia.
  2. Deus existe? Nada prova; tudo evidencia!, por Eric M. Rabello.
  3. A descoberta de sentido no sofrimento, por Viktor Emil Frankl (1905 – 1997).
  4. O que é cultura?, por Eric M. Rabello.
  5. Não tenho fé suficiente para ser ateu, por Eric M. Rabello.
  6. Liberté, Egalité, Fraternité, o carvalho…, por Ed Garcia.
  7. Controle dos Rothschilds na Amazônia, por Politicamente Irado.
  8. Catedráticos e homens pré-históricos, por  G. K. Chesterton (1874 – 1936).
  9. Nação de adolescentes, por Frederico De Paola.
  10. Qual é a natureza da liberdade humana?, por Battista Mondin (1926 – 2015).
  11. Breve história do blue jeans, por Nelson Ribeiro Fragelli.
  12. Por que a beleza importa?, por Roger Scruton.
  13. A essência do conservadorismo, por Russell Kirk (1918 – 1994).
  14. Bode expiatório, por René Girard (1923 – 2015).
  15. Lei do certo e do errado, por C. S. Lewis (1898-1963).
  16. A engenheira social inclusa nas telenovelas, por Diogo Waki.
  17. O que é um sínodo?, por Dom Devair Araújo da Fonseca (Bispo Auxiliar de São Paulo).
  18. O desmoronamento da família, por Murillo Galliez.
  19. As origens do politicamente correto, por por William S. Lind.
  20. A onipotência divina, C. S. Lewis (1898-1963).
  21. Tremendas trivialidades, por G. K. Chesterton (1874 – 1936).
  22. As biografias de Jesus foram preservadas?, por Lee Strobel.
  23. A grande mentira socialista, por Eguinaldo Hélio de Souza.
  24. O verdadeiro, o bom e o belo, por por Roger Scruton.
  25. República do Brasil: Maculada por mentiras!, por Bruno Garschagen.
  26. Educação ao contrário, por Olavo de Carvalho.
  27. A abolição do homem, C. S. Lewis (1898-1963).
  28. Por que estudar?, por José Monir Nasser (1957 – 2013).
  29. Técnicas de manipulação psicológica, por Pascal Bernardin.
  30. Sempre pelo Brasil, por Ed Garcia.

Deixe um Comentário!

avatar
640