O que é um sínodo?


A Verdade não é determinada por
maioria de votos.”, Papa Emérito Bento XVI.

A palavra sínodo vem da língua grega, que quer dizer caminhar juntos, e que passou a indicar algumas reuniões da Igreja para discutir assuntos relacionados à fé ou ação pastoral. O sínodo é uma pratica antiga, por isso, todas as vezes que era preciso debater um assunto importante e de grande interesse, os bispos se reuniam num mesmo lugar até se chegar a uma conclusão, e a partir daí todos passavam a “caminhar juntos” na mesma decisão.

Um sínodo pode ser realizado por uma diocese, ou de forma mais ampla, por uma região, província ou pais. Mas foi a partir do Concilio Vaticano II que a prática de realizar sínodos foi retomada, com um novo vigor, e por isso muitas dioceses, em todo o mundo, começaram a fazer sínodos para traçar os rumos das igrejas particulares. O sínodo é, na sua essência, uma expressão de comunhão e de fé, e a sua convocação depende sempre do bispo diocesano.

Excerto do folheto litúrgico “Povo de Deus”, de 6 de agosto de 2017.

“Deste modo, o sínodo é, “no seu contexto e de maneira inseparável, ato de governo episcopal e evento de comunhão, exprimindo assim aquela índole de comunhão hierárquica que é própria da natureza da Igreja”. O Povo de Deus, de fato, não é um agregado informe de discípulos de Cristo, mas uma comunidade sacerdotal, organicamente estruturado desde a origem, conforme a vontade do seu Fundador, presidido em cada diocese pelo seu Bispo, que é o seu princípio visível e fundamento da unidade e seu único representante.” (Instrução sobre os Sínodos Diocesanos).

Escrito por Dom Devair Araújo da Fonseca (Bispo Auxiliar de São Paulo).
Excerto do suplemento do folheto litúrgico: “Povo de Deus, de 6 de agosto de 2017.

Notas:

  • A palavra bispo deriva do grego, epíscopos, que significa supervisor.
  • Bispos, arcebispos e cardeais são ordenados no grau máximo do Sacramento da Ordem, portanto, todos são bispos e recebem o título de “Dom”, o qual origina-se do latim, dominus, que significa senhor.
  • A publicação do folheto ocorreu durante o 1° Sínodo Arquidiocesano de São Paulo, oficialmente lançado em 15 de junho de 2017 pelo Cardeal Odilo Scherer, e será finalizado somente em 2020.

Adendo:

Aprenda mais sobre o Concílio Vaticano II. Assista ao vídeo produzido pelo Padre Paulo Ricardo de Azevedo Júnior.

Leia também:

Leia também as transcrições:

Deixe um Comentário!

avatar
640
wpDiscuz