O que NÃO esperar do debate presidencial da Eleição 2018?


Um político pensa na próxima eleição; um estadista, na próxima geração.”,
James Freeman Clarke (1810 – 1888).

Dentro da Realidade Objetiva atual, os presidenciáveis vão no máximo tangenciar as três rochas de maior tenacidade no caminho da viabilidade de um projeto de Nação Brasileira Independente e Autodeterminada:

(I) Um milhão de servidores federais aposentados custam quase o dobro, em 15 anos, que os 29 milhões de aposentados da iniciativa privada;

Talvez o Brasil já tenha acabado e a gente não tenha se dado conta disso.”, Paulo Francis (1930 – 1997).

(II) A caixa preta da #DívidaPública, que consome quase 50% do Orçamento da União, somente em juros;

(III) A cúpula do Crime Organizado Nacional Institucionalizada nos três podres poderes da República protegidos por uma espessa blindagem legislativa, poderosíssima.

Indubitavelmente, o Setor Financeiro (Banqueiros e Rentistas nacionais/internacionais, na verdade agiotas oficiais) ficará muito feliz em manter essas pautas fora do Debate Público.

A mídia, como esperado, usará de todos os seus meios e subterfúgios para trazer o debate público para questões menores, periféricas e de efeitos secundários. A #RedeBlobo, em estado funesto de NEGAÇÃO, não poupará evasivas baratas e digressões tolas para desviar a atenção do que realmente importa: as verdadeiras causas originárias da depravação generalizada da República Federativa do Brasil na hodiernidade.

Ed Garcia
EdGaarcia@gmail.com
SemprePeloBrasil.com.br
#SemprePeloBrasil

Em adendo, assista ao vídeo no qual o Padre Paulo Ricardo comenta diversos aspectos eleitorais:

Leia também os artigos:

Leia e ouça as transcrições:

2

Deixe um Comentário!

avatar
640
2 Quantidade de comentários
0 Quantidade de respostas aos comentários
0 Seguidores
 
Comentário mais polêmico
Comentário em destaque
2 Quantidade de comentadores
MarceloMary woiciek Quantidade de comentadores recentes
mais recentes   mais antigos
Mary woiciek
Visitante
Mary woiciek

Minha maior decepção e que quando falamos que as pessoas não tem informações concreta da situação do Brasil não contamos com analfabetos só a maioria são pessoas com formação que ignoram o que está acontecendo

Marcelo
Visitante
Marcelo

O que esperar? FUTILIDADES tratadas com total prioridade e prioridades como problemas menores.

Agora você pode interagir conosco e com outros leitores. Deixe seu comentário no término de cada artigo!