Que é a verdade? Ou, porque é tão difícil defini-la?

Quando alguém declara tudo como relativo, mas não explicita relação alguma, na verdade, está lhe dizendo implicitamente que a verdade deve fluir em relação aos anseios dela. Leia mais...

Um pedaço de giz

Virtude não é ausência de vícios ou abstenção de perigos morais; virtude é algo vívido e distinto, como a dor ou algum cheiro em particular. Leia mais...

Duas meditações

Este artigo não ambiciona que você faça duas meditações, mas 999! Deseja que você faça download da obra Minha luta à luz do “Caminho”, e faça todas as reflexões descritas. Leia mais...

Loucos (ou desequilibrados) pela razão

Na obra Ortodoxia, o autor, G. K. Chesterton, explica: “a mente de um louco é rápida, pois não é embaraçada pelo senso de humor, pela caridade ou pelas certezas das experiências. É mais lógica por perder certos afetos da sanidade”. Leia mais...

Besta ou obra-prima: o que significa ser Humano?

Nós somos aficionados por direitos humanos, nós concedemos prêmios Nobel para celebrá-los, mas há uma questão fundamental que por vezes é negligenciada. Onde encontramos esses direitos, essa dignidade que os humanos possuem? Leia mais...

Uma escada elevando corações ao alto

Na Capela de Loretto, uma artística escada de acesso ao coro atrai anualmente milhares de visitantes. Detém histórias de fé e devoção, e conta com diversos fatores inexplicáveis. Leia mais...

Liiceanu e a catarse cultural brasileira

Após décadas mergulhada em sono hipnótico, a inteligência brasileira dá mostras de estar voltando a requerer o domínio de si mesma. E, como era estuprada enquanto dormia, surge o ódio contra o violentador, de que Liiceanu fala. Leia mais...

Fatos nada significam

Um famoso mestre de Oxford costumava proclamar, com frequência, em suas palestras: “Evidentemente, os fatos nada significam”. Leia mais...

Que surgiu primeiro, a mente ou a matéria?

Disse o conferencista: “Evolução, desenvolvimento e a lenta luta para cima e para diante, do início bruto e rudimentar para a perfeição e elaboração sempre crescentes”. Leia mais...

Como tomar notas

Evitai o capricho em tudo. Como a leitura é nutrição, e a lembrança uma posse que enriquecendo a pessoa faz corpo com ela, as notas são reserva alimentar e pessoal. Leituras, lembrança, notas, tudo isto deve completarmos. Leia mais...

 

A tulipa

Por

Entre as flores, a tulipa simboliza uma obra-prima de coerência. A orquídea é parasita, a tulipa evoca ideias de autossuficiência. Em relação à rosa, a tulipa seria de segunda classe? A hierarquia tem razão de ser?

A onipotência divina

Por C. S. Lewis

Onipotência significa poder para fazer tudo que é intrinsecamente possível, e não para fazer o que é intrinsecamente impossível. É possível atribuir-lhe milagres, mas não tolices. Isto não é um limite ao seu poder.

Por que a beleza importa?

Por Roger Scruton

Em qualquer época entre 1750 e 1930, se você pedisse às pessoas cultas para descrever o objetivo da poesia, da arte ou da música, elas responderiam: a Beleza. Depois, a arte concentrou-se em perturbar e quebrar tabus morais.

Tremendas trivialidades

Por

Assim é a história de Pedro e Paulo, que contém todas as qualidades de um conto de fadas moderno, inclusive a de ser totalmente imprópria para crianças. É propositalmente cheia de sutileza e segundas intenções.

Da borboleta a lagarta

Por

A transformação da lagarta em borboleta é de exemplar riqueza poética e estética. A lagarta é feia, a borboleta bonita; a lagarta se arrasta sobre o próprio ventre, a borboleta adeja livre; a lagarta se esconde, a borboleta marca presença.

Mentiras gays

Por Olavo de Carvalho

O homossexualismo não é uma necessidade de maneira alguma, mas apenas um desejo. A supressão total da homossexualidade produziria muita insatisfação em certas pessoas; a da heterossexualidade traria a extinção da espécie.

O que é o politicamente correto?

Por

O antropocentrismo do marxismo econômico falhou, como sistema social e econômico, em todo o mundo; resta ao marxismo a guerrilha cultural. Compreenda: “Marxismo Cultural” e “Politicamente Correto”, são unívocos.

Conversa franca sobre aborto

Por Olavo de Carvalho

A questão do aborto depende de duas questões.

Primeira: o feto no ventre da mãe é um ser humano? Segunda: Existe diferença entre matar um ser humano no ventre da mãe e matá-lo depois que saiu?

Contra a idolatria do Estado

Por Franklin Ferreira

O autoritarismo não é guiado por ideais utópicos, assim há certa distinção entre Estado e sociedade, com tolerância e alguma pluralidade. O totalitarismo invade a vida privada e a asfixia, busca mudar o mundo e a natureza humana.

O brasileiro moderno e a Síndrome de Genovese!

Por

Observando a apatia social diante das anomalias com que a mídia nos bombardeia diariamente, lembrei de um fato e não pude deixar de traçar um paralelo. Um sombrio paralelo que até criou a expressão: "Síndrome de Genovese”.

Jesus Cristo: o infinito no finito

Por Papa Bento XVI

O homem anseia pelo infinito. Parece-me que precisamente o nosso tempo, com suas contradições, seus desesperos, seu massivo empenho em refugiar-se em becos sem saída como a droga, manifesta visivelmente essa sede do infinito.

Cultura de massas e perda das identidades!

Por

Gente educada, tem discernimento, contesta e analisa. População sem educação é ignorante, vota sem pensar. Pessoas que perderam suas identidades, aceitam uma nova, com um padrão de vida sugerido nas novelas e nos programas de TV.

Faça downloads de livros, imagens, áudios e de outros artefatos.


Clique aqui e conheça a nova seção da Culturateca.