Multiculturalismo ou apropriação cultural?

O policiamento da apropriação cultural rapidamente cai por terra. Exemplificando, estudantes declararam que brincos de argola não deveriam ser usados por mulheres brancas. Mas como é possível determinar os tamanhos e as formas das joias aceitáveis? Leia mais...

Saber e viver

No período grego as escolas de filosofia não eram apenas centros de ensino e investigação científicos. Buscavam que seus membros tivessem uma consciência filosófica, que fosse a maneira certa de viver. Leia mais...

Loucura e Sociedade

Os italianos preservaram uma cultura familiar e de responsabilidade que reduz severamente a manifestação de comportamento patológico e impõe um padrão de dignidade que incentiva viciados e doentes mentais a participarem da sociedade. Leia mais...

A terrível necessidade da tribulação

No momento em que Deus embainha a espada, me comporto como um cachorrinho quando o banho acaba: sacudo-me e corro recuperar minha confortável sujeira, se não for no monturo mais próximo, pelo menos no primeiro canteiro. Leia mais...

Deus existe? Nada prova; tudo evidencia!

Para evidenciar a existência de Deus, este artigo faz um amálgama entre o infinito, o “nada absoluto”, o Big Bang e a primeira das cinco vias de São Tómas de Aquino. Tudo sempre alicerçado em obras consagradas, incluindo a Bíblia. Leia mais...

Loucos (ou desequilibrados) pela razão

Na obra Ortodoxia, o autor, G. K. Chesterton, explica: “a mente de um louco é rápida, pois não é embaraçada pelo senso de humor, pela caridade ou pelas certezas das experiências. É mais lógica por perder certos afetos da sanidade”. Leia mais...

O lado oculto do carnaval

Na maior parte da história do Brasil, o nosso carnaval foi uma algazarra deliciosamente sem noção. Quem regulou a bagunça do carnaval europeu, com grandes repercussões no Brasil (notáveis na Sapucaí), foram os ditadores: Hitler e Mussolini. Leia mais...

Nada além de sangue e ossos?

Se o robô Robbie se comporta exatamente como uma consciência inteligente, quem poderá dizer que ele não é uma consciência inteligente? Eu e você apreciamos algo além de algum análogo à programação e aos processadores de Robbie? Leia mais...

Excertos de livros

Neste link você encontrará pequenos excertos com acepções completas de obras clássicas. Uma excelente diretriz para você selecionar sua próxima leitura. Leia mais...

A onipotência divina

Onipotência significa poder para fazer tudo que é intrinsecamente possível, e não para fazer o que é intrinsecamente impossível. É possível atribuir-lhe milagres, mas não tolices. Isto não é um limite ao seu poder. Leia mais...

 

Quem ou o que causou Deus?

Por Millard Erickson

Há algo de errado com a pergunta “Quem ou o que deu causa a Deus?”.

É um erro de categoria perguntar o que deu causa à Causa Primeira, pois, neste caso, ela não seria a primeira.

A carta

Por Benoît Bemelmans

Neste artigo, Bemelmans comenta quadro do pintor francês Henri Brispot (1846-1928), que retrata um cardeal romano lendo uma carta, enquanto numa atitude respeitosa o frade franciscano que a trouxe espera uma resposta.

Qual a sua cosmovisão?

Por Thiago McHertt

Todos temos uma cosmovisão, ainda que, conforme diz Sire, isso seja inconsciente. Por meio do gráfico exposto neste artigo é possível reconhecer algumas das principais cosmovisões partindo do conceito da existência de Deus.

De Bobbio a Bernanos

Por Olavo de Carvalho

Há boas razões para duvidar que “mais democracia” seja ainda democracia, - ao contrário de um pão, ela não cresce sem perder homogeneidade: à medida que ela se expande sua natureza vai mudando até converter-se no contrário.

Na igreja do diabo

Por

No conto A igreja do diabo, Machado de Assis parece profético. Nele, satanás afirma:

"Se você pode vender tua casa que é externa a você, então, pode vender teu voto e tua fé que estão dentro de si".

A religião do século XXI

Por João Luiz Mauad

Ambientalistas saúdam um tempo em que:

A mortalidade infantil era de 80%? Quatro crianças em cinco morriam antes dos cinco anos? Ou quando a expectativa média de vida era de 30 anos?

Acusam-me!

Por

Acusam-me de ser: racista, porque sou branco; machista, por ser contra o aborto; fundamentalista, por sustentar que estado laico não é o mesmo que estado ateu; falso católico, por mostrar os desvios da CNBB; e mais.

Lógica da mistificação, ou: O chicote da Tiazinha

Por Olavo de Carvalho

Se a comunicação informal dominasse todos os setores, a sociedade entraria em colapso. Exemplo: a medida que a linguagem informal invade os domínios superiores da sociedade política, o senso das responsabilidades vai desaparecendo.

Partir é viver… ou morrer um pouco!

Por Benoît Bemelmans

Neste artigo, Bemelmans comenta quadro de Abraham Solomon, que retrata a partida da mala postal de Biarritz (País Basco francês). A obra expõe que a vida há um século ou pouco mais era tranquila, alegre, interessante e harmoniosa.

True Outspeak: Família, liberdade e opressão

True Outspeak

Por Olavo de Carvalho

O incentivo à liberdade pessoal total, sobretudo à liberdade sexual, sempre está associada com ideologias tirânicas, as quais prometem uma certa liberdade sem limites, - muitas pessoas vão atrás disso como crianças, e deixam-se manipular.

O que é cultura?

Por

O conceito de cultura é tão amplo que, ao analisá-lo, é comum substituir o real objeto da análise (cultura) por um fragmento dela (exemplo: espetáculos artísticos), ou examinar um elemento (como a economia) ignorando que o alicerce esteja na cultura.

A descoberta de sentido no sofrimento

Por Viktor Emil Frankl

Eu costumo afirmar que o desespero pode ser definido nos termos de uma equação matemática: D = S – S.

Quer dizer: o desespero é igual a sofrimento sem o sentido.

Você sabia?

 

Quem regulou a bagunça que era o carnaval europeu, com grandes repercussões aqui no Brasil, foram os ditadores: Hitler e Mussolini!

 

Leia mais...