O verdadeiro, o bom e o belo

Aquele que pergunta “por que acreditar no que é verdadeiro” ou “por que desejar o que é bom” foi incapaz de compreender a natureza do raciocínio. Ele não percebe que, para justificarmos nossas crenças e desejos, nossa razão deve estar ancorada no verdadeiro e no bom. Leia mais...

Por que a beleza importa?

Entre 1750 e 1930, se você pedisse às pessoas cultas para descrever o objetivo da poesia, da arte ou da música, elas teriam respondido: a Beleza. E, se você perguntasse pela razão disso, você aprenderia que a Beleza é um valor tão importante quanto a Verdade e o Bem. Leia mais...

A onipotência divina

Onipotência significa poder para fazer tudo que é intrinsecamente possível, e não para fazer o que é intrinsecamente impossível. É possível atribuir-lhe milagres, mas não tolices. Isto não é um limite ao seu poder. Leia mais...

True Ouspeak: transcrições de trechos célebres

Neste link torna-se fácil notar os motivos pelos quais o filósofo Olavo de Carvalho comumente desafia e vence toda intelectualidade brasileira. Leia mais...

Jesus Cristo: o infinito no finito

O homem anseia pelo infinito. Parece-me que precisamente o nosso tempo, com suas contradições, seus desesperos, seu massivo empenho em refugiar-se em becos sem saída como a droga, manifesta visivelmente essa sede do infinito. Leia mais...

Bode expiatório

Os homens imitam os desejos uns dos outros, por isso, estão destinados ao que chamo de rivalidade mimética. Quanto mais desejo um objeto que você já deseja, mais ele lhe parecerá desejável. As rivalidades tendem a se exasperar. Leia mais...

Deus existe? Nada prova; tudo evidencia!

Para evidenciar a existência de Deus, este artigo faz um amálgama entre o infinito, o “nada absoluto”, o Big Bang e a primeira das cinco vias de São Tómas de Aquino. Tudo sempre alicerçado em obras consagradas, incluindo as Sagradas Escrituras. Leia mais...

Tremendas trivialidades

Assim é a história de Pedro e Paulo, que contém todas as mais altas qualidades de um conto de fadas moderno, inclusive a de ser totalmente imprópria para crianças; e, de fato, o motivo pelo qual a apresentei não é infantil, mas cheio de sutileza e segundas intenções. Leia mais...

Excertos da obra autobiográfica: Confissões, de Santo Agostinho.

Seleção de excertos da obra autobiográfica: Confissões, escrita por Agostinho de Hipona. Acompanha memoráveis frases do autor, e opção de download do livro. Leia mais...

A infinitude

Segundo Aristóteles, pode haver unidades de matérias muito pequenas, mas, por menores que sejam, podem ser divididas em partículas ainda menores, desde que cada uma seja uma unidade de matéria – uma e continua. Leia mais...

 

Partir é viver… ou morrer um pouco!

Por Benoît Bemelmans

Neste artigo, Bemelmans comenta quadro de Abraham Solomon, que retrata a partida da mala postal de Biarritz (País Basco francês). A obra expõe que a vida há um século ou pouco mais era tranquila, alegre, interessante e harmoniosa.

True Outspeak: Família, liberdade e opressão

True Outspeak

Por Olavo de Carvalho

O incentivo à liberdade pessoal total, sobretudo à liberdade sexual, sempre está associada com ideologias tirânicas, as quais prometem uma certa liberdade sem limites, - muitas pessoas vão atrás disso como crianças, e deixam-se manipular.

O que é cultura?

Por

O conceito de cultura é tão amplo que, ao analisá-lo, é comum substituir o real objeto da análise (cultura) por um fragmento dela (exemplo: espetáculos artísticos), ou examinar um elemento (como a economia) ignorando que o alicerce esteja na cultura.

A descoberta de sentido no sofrimento

Por Viktor Emil Frankl

Eu costumo afirmar que o desespero pode ser definido nos termos de uma equação matemática: D = S – S.

Quer dizer: o desespero é igual a sofrimento sem o sentido.

Mensagens de Viktor Frankl

Por Viktor Emil Frankl

Não procurem o sucesso. Quanto mais o procurarem e o transformarem num alvo, mais vocês vão errar. Porque o sucesso, como a felicidade, não pode ser perseguido; ele deve acontecer, e só tem lugar como efeito colateral.

A arrogância dos manipulados

Por Fábio Blanco

Se o pensamento moderno privilegia o subjetivo, então seria normal que cada pessoa pensasse de um jeito peculiar. O que vemos, no entanto, é apenas a repetição dos mesmos chavões e das mesmas fórmulas. O que acontece, então?

Um pinguim no deserto

Por

Em que se fundamenta a dignidade da pessoa humana? A única resposta capaz de preencher todos os requisitos filosóficos e de viabilizar corretos parâmetros morais à nossa existência é a da tradição judaico-cristã.

Carta imaginária

Por Olavo de Carvalho

Se ser negro é motivo de orgulho, ser branco deve ser motivo de vergonha ou também de orgulho?

Tenho um filho mulato, devo ensiná-lo a ter orgulho de ser negro ou de ser branco?

Os quatro cavaleiros do apocalipse

Por Ives Gandra

A evolução do Direito e da Democracia, nos dois últimos séculos, tem permitido um certo, mas insuficiente, controle do exercício do poder pelos quatro cavaleiros do apocalipse – o político, o burocrata, o corrupto e o incompetente.

Ateísmo na pseudociência de Stephen Hawking

Por Matthew C. Hoffman

Cosmólogos, tais como Hawking, estão fazendo uma pequena indústria de especular que eventos como as flutuações do vácuo poderiam resultar na criação de mundos inteiramente novos, embora não tenham nenhuma prova experimental.

O hotel de Hilbert

Por William Lane Craig

Esta postagem foi extraída do livro "Em Guarda".

Visa explicar que o universo teve um início, ou seja, não existe desde a eternidade, pois o infinito é indivisível e o universo existe em espaço e tempo divisíveis.

True Outspeak: Logos Divino

True Outspeak

Por Olavo de Carvalho

Se ocorreu um fenômeno denominado “Big Bang”, forças se uniram em uma proporção matemática capaz de gerá-lo, então, tal proporção era válida desde antes da produção do Cosmo. O Logos Divino existe antes do Universo.