Político corrupto: o mal que vem do povo


Este artigo foi oferecido por leitor anônimo. Nós da Culturateca verificamos autoria, data e origem da publicação. Trata-se de uma antiga postagem do extinto website Mídia Sem Máscara. Portanto, agradecemos e acatamos a sugestão, republicando o texto que, nos dias atuais, permitirá um número ainda maior de reflexões, como: será que algumas das traições politicas que estão em voga, são reflexos de todos nós?

O povo reclama dos políticos corruptos, que são homens e mulheres que tiram proveito da elevada riqueza que o governo usurpa a força do povo mediante impostos.

Mas de onde vem todo o dinheiro que os políticos roubam para comprar mansões e viver no luxo? Do povo.

De onde vêm os políticos? Do povo.

O povo vota no político que mais dá “presentes” e “benefícios”. Do meio desse povo sairá o político que igualmente, quando chegar ao poder, vai querer continuar recebendo “presentes” e “benefícios”, mas maiores.

O político, na verdade, é a cara do seu povo.

Do povo vem o dinheiro que sustenta a ganância política. Do povo vem o político ganancioso.

Os políticos precisam mudar? Sem dúvida. Mas antes, o povo precisa mudar.

Quando o povo mudar, querer tudo com trabalho e recusar “presentes” e “benefícios” do Estado sugador de impostos e suor, aí ele terá políticos que recusarão “presentes” e “benefícios”. Aí ele terá políticos que trabalharão.

Escrito por Julio Severo.
Publicado originalmente pelo website Mídia Sem Máscara, em 06 de agosto de 2010.

José Monir Nasser (1957 – 2013), afirmava: “O PT toca o socialismo com uma banda de pagode; o PSDB toca o socialismo com um quarteto de cordas.”, nós da Culturateca “tocamos” o samba de Boca Nervosa!

Leia também:

Leia e assista as transcrições:

avatar
640
1 Quantidade de comentários
0 Quantidade de respostas aos comentários
3 Seguidores
 
Comentário mais polêmico
Comentário em destaque
1 Quantidade de comentadores
Conservador do Bom Senso Quantidade de comentadores recentes
mais recentes   mais antigos
Conservador do Bom Senso
Visitante
Conservador do Bom Senso

Amigos, seria um prazer informar meu nome, e farei isso da próxima vez via e-mail pedindo que não seja divulgado publicamente. Eu perderia meu emprego se colocasse meu nome. Obrigado pela divulgação.

Faça downloads de livros, imagens, áudios e de outros artefatos.


Clique aqui e conheça a nova seção da Culturateca.