Tag Archives: Catolicismo

O que é um sínodo?

Por Dom Devair A. Fonseca

A palavra sínodo vem da língua grega, que quer dizer “caminhar juntos”, e que passou a indicar algumas reuniões da Igreja para discutir assuntos relacionados à fé ou ação pastoral. A convocação depende do bispo diocesano.

A tulipa

Por Plinio Corrêa de Oliveira

Entre as flores, a tulipa simboliza uma obra-prima de coerência. A orquídea é parasita, a tulipa evoca ideias de autossuficiência. Em relação à rosa, a tulipa seria de segunda classe? A hierarquia tem razão de ser?

Jesus Cristo: o infinito no finito

Por Para Bento XVI

O homem anseia pelo infinito. Parece-me que precisamente o nosso tempo, com suas contradições, seus desesperos, seu massivo empenho em refugiar-se em becos sem saída como a droga, manifesta visivelmente essa sede do infinito.

O paulista e o pernambucano

Por Plinio Corrêa de Oliveira

O pernambucano é o paulista do Nordeste. E foi verdade outrora que o paulista era o pernambucano do Sul. O pernambucano é muito aparatoso no pensamento, possui inteligência forte, palavreado substancioso; o paulista foi se cosmopolitizando.

Os diversos sentidos da Escritura

Por Santo Agostinho

Assim como uma fonte, em seu pequeno leito, torna-se depois mais abundante, a tua palavra são como torrentes de límpida verdade, de onde cada um tira para si a verdade que pode, para depois desenvolvê-la em longas sinuosidades.

Tempo longo, tempo breve

Por Santo Agostinho

Não digamos: “O tempo passado foi longo” – pois não encontraremos nada que pudesse ter sido longo; uma vez passado não existe mais. Mas digamos: “O tempo presente foi longo” – porque só era longo enquanto presente.

Alguém pode me explicar?

Por

Frequentemente, perguntas e comentários de estudantes revelam grande reprovação ao papel desempenhado pela Igreja na história da humanidade. Muitos acreditam que ela cruzou séculos fazendo o oposto daquilo para o que a instituiu Nosso Senhor Jesus Cristo.

Que é o tempo?

Por Santo Agostinho

Que é o tempo? Se ninguém me pergunta, eu sei; mas, se quiser explicar a quem indaga, já não sei.

Como pode existir passado e futuro? O passado já não existe mais; e, o futuro ainda não chegou.

O exemplo de Perpétua e Felicidade

Por Revista Catolicismo

Sobretudo em noticiários, não se faz a distinção — absolutamente indispensável — entre a desigualdade exagerada e abusiva, portanto condenável, e a desigualdade boa e legítima, que está de acordo com a ordem natural das coisas.

A carta

Por Benoît Bemelmans

Neste artigo, Bemelmans comenta quadro do pintor francês Henri Brispot (1846-1928), que retrata um cardeal romano lendo uma carta, enquanto numa atitude respeitosa o frade franciscano que a trouxe espera uma resposta.

Partir é viver… ou morrer um pouco!

Por Benoît Bemelmans

Neste artigo, Bemelmans comenta quadro de Abraham Solomon, que retrata a partida da mala postal de Biarritz (País Basco francês). A obra expõe que a vida há um século ou pouco mais era tranquila, alegre, interessante e harmoniosa.

O que é cultura?

Por

O conceito de cultura é tão amplo que, ao analisá-lo, é comum substituir o real objeto da análise (cultura) por um fragmento dela (exemplo: espetáculos artísticos), ou examinar um elemento (como a economia) ignorando que o alicerce esteja na cultura.