Artigos relacionados ao marcador: G. K. Chesterton

Conhecendo a Idade Média

Catedral de Notre-Dame (Altar-Mor)

Por

Os homens prósperos de nosso tempo desconheçam história. Se a conhecessem, conheceriam a muito pouco edificante história de como se tornaram prósperos. É bastante natural, digo, que eles não saibam história: Mas por que eles pensam que sabem?

Um pedaço de giz

Gizes (azul escuro, azul claro, verde, amarelo e vermelho)

Por

Virtude não é ausência de vícios ou abstenção de perigos morais; virtude é algo vívido e distinto, como a dor ou algum cheiro específico. Misericórdia não é o mesmo que não ser cruel ou poupar pessoas de vingança ou punição.

Arte e condição humana

Biblioteca Klementinum

Por

Em A Decadência da Mentira, ensaio publicado por Oscar Wilde, encontramos uma valiosa reflexão acerca da importância da arte e sua relação com a vida humana: é a arte que serve de inspiração para a vida; e não o contrário.

Doentes pacientes; pecadores impacientes

Por

Se você diz que vai curar um devasso como se cura um asmático, respondo: “Apresente pessoas que querem ser asmáticas uma vez que muitas querem ser devassas”. Alguém inerte poderá ser curado de uma gripe, mas não de um pecado.

Sub Specie Aeternitatis

Por

A atitude revolucionária é sempre de ruptura – nada deu certo até então, “o passado é uma roupa que não nos serve mais”, e não há nada para conservar. Todo ponto de vista contrário é tratado como retrógrado e lunático.

Loucos (ou desequilibrados) pela razão

Por

Na obra Ortodoxia, o autor, G. K. Chesterton, explica: "a mente de um louco é rápida, pois não é embaraçada pelo senso de humor, pela caridade ou pelas certezas das experiências. É mais lógica por perder certos afetos da sanidade".

Ciência é questão de fé?

Por N. Geisler & P. Bocchino

Muitos acreditam que só o que é cientificamente verificável é verdadeiro. Infelizmente, nenhum experimento cientifico pode averiguar essa asserção, pois é uma declaração de natureza filosófica, não cientifica. Neste link compreenda onde a ciência repousa!

Catedráticos e homens pré-históricos

Por

Um inventor pode avançar passo a passo na construção de um aeroplano, mesmo que esteja fazendo experiências com paus e peças metálicas no fundo do quintal. Mas, ele não consegue observar a evolução das espécies.

Tremendas trivialidades

Por

Assim é a história de Pedro e Paulo, que contém todas as qualidades de um conto de fadas moderno, inclusive a de ser totalmente imprópria para crianças. É propositalmente cheia de sutileza e segundas intenções.