Arquivos do articulista: Indicações Culturateca

O que era descrito sobre vacinas na obra: “A verdadeira história do Clube Bilderberg”, publicada em 2005?

Por Daniel Estulin

Esta postagem contém um pequeno excerto da obra: “A verdadeira história do Clube Bilderberg”, escrita por Daniel Estulin e publicada em 2005. Os liames com os assuntos atualmente em voga são inevitáveis.

Entendendo os riscos da vacina contra o Coronga

Por Alessandro Loiola

Tente explicar por telegrama o gosto de uma maçã para alguém que nunca comeu uma maçã na vida. Neste caso, você começará compreender as dificuldades que envolvem o processo de criação de uma vacina baseada em RNA mensageiro.

Por que a obsessão pela inovação?

Por Paulo Fernando Ribeiro

Nossa obsessão pela inovação nos leva a desvalorizar a manutenção, que é necessária para manter o mundo funcionando.

É mais atraente investir dinheiro em uma startup de tecnologia do que investir em saneamento básico.

Na janela do tempo

Por Noeme Rodrigues De Souza Campos

Cada nova geração acha que tem uma melhor compreensão que a outra, o que pode até ser verdadeiro para o conhecimento acumulado a respeito daquilo que pode ser observado e medido repetidamente, como a tecnologia.

Começamos com os lockdowns. E estamos indo para “O Grande Reset

Botão liga e desliga no centro do planeta Terra

Por Antony Mueller

O confinamento (lockdown) imposta na esteira da pandemia do novo coronavírus acelerou a implementação de antigos planos para estabelecer a chamada “Nova Ordem Mundial”.

Dois excertos da obra: “Manual popular de dúvidas, enigmas e contradições da Bíblia”

Bíblia em exposição

Por Geisler & Howe

Como o universo pode ter tido um “princípio”, se a ciência moderna diz que a energia é eterna? Jesus errou quando afirmou que os sinais do tempo do fim se cumpririam em sua era?

Quando a vida de um ser humano inicia?

Por Norman L. Geisler

A ciência moderna conseguiu abrir a janela do útero. Como resultado disso, a evidência de que a vida humana individual começa no exato momento da concepção ou da fertilização ficou cristalina. A fetologia também trouxe fatos impressionantes.

O homem medíocre

Bonecos de Madeira (representando pessoas sem personalidade e/ou alma)

Por Revista Catolicismo

O homem medíocre gosta dos escritores que não dizem nem sim nem não sobre coisa alguma, que condescendem com opiniões contraditórias. Se alguém é pouco amigo e pouco inimigo de todas as coisas, ele o achará sábio.

Espirito moderno

Por Graça Aranha

O primitivismo dos intelectuais é um ato de vontade. O homem culto de hoje não pode retroceder, como o que perdeu a inocência não pode adquiri-la. Seria um exercício de falsa literatura naqueles que pretendem suprimir a literatura.

Dois excertos da obra: “Como falar, como ouvir”

Balões representando conversa (fundo azul)

Por Mortimer J. Adler

Neste link estão presentes dois trechos da obra: “Como falar, como ouvir”. O primeiro é um excerto do capítulo intitulado: “Como tornar um colóquio proveitoso e agradável”, o segundo é parte do capítulo “A convergência das mentes”.

A fonte da eterna ignorância

Exposicao Nula (galeria com quadros vazios expostos)

Por Olavo de Carvalho

A palavra “cultura” evoca ideia errada, no Brasil, significa “artes e espetáculos”. E artes e espetáculos, se resumem as funções: dar um bocado de dinheiro aos que as produzem, divertir o povão e, servir de propaganda política.

Fatos nada significam

Estatísticas

Por Washington Platt

Um famoso mestre de Oxford costumava proclamar, com frequência, em suas palestras: “Evidentemente, os fatos nada significam”. Conta um de seus melhores alunos que só vinte anos depois compreendeu o que realmente o professor queria dizer.